Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Posted by on jan 24, 2017 in Notícias | 0 comments

Fitas K7 Resistem As Novas Tecnologias Nos EUA

 As vendas de cassete nos Estados Unidos superaram as 129 mil unidades no ano de 2016, um aumento de 74% em relação a 2015, de acordo com as redes varejistas do país. Considerada uma mídia ultrapassada e à beira da extinção, fica a pergunta: qual o motivo desse revival?

Bem, a resposta não é pontual e pode começar com edições especiais de artistas em alta na temporada anterior. Tanto a estrela Justin Bieber quanto o grupo The Weeknd, vencedor de “Melhor Performance R&B” do Grammy 2016, lançaram faixas nesse formato saudosista e venderam quase mil fitas cada.

O clássico “Purple Rain”, catapultado pela morte de Prince, e uma nova versão de “The Slim Shady”, do Eminem, movimentaram 3 mil e 2 mil unidades, respectivamente. Um dos grandes hits é a coletânea “Guardians of the Galaxy: Awesome Mix Vol. 1”, trilha sonora do sci-fi heróico Guardiões da Galáxia que é ouvida em um walkman da época durante o filme. A réplica fez sucesso e mais de 4 mil fãs levaram para casa essa mixtape, tanto em 2015 quanto em 2016.

A maioria do material, 43%, foi comercializada online, enquanto boa parte foi distribuída por meio de vendedores independentes e lojas que não costumam trabalhar com música, a exemplo da Urban Outfitters, e camelôs.

Eventos como o Cassette Store Day ajudaram a propagar a ideia saudosista e outro fator que chama a atenção é a enorme quantidade de cassetes ainda presentes em presídios, onde os toca-fitas continuam operantes. Como os gringos são famosos pelo imenso sistema de aprisionamento em massa e a troca por novos aparelhos não é comum, faz sentido ter um grande volume nesses locais.

Se depender dos nostálgicos, essa mídia antiga promete ficar entre nós por muito tempo, ainda que os avanços da tecnologia já a tenham aposentado há alguns anos. E você, ainda tem alguma guardada em casa?

 Saiba Mais Em:

Read More

Posted by on jul 1, 2014 in Notícias | 1 comment

Cinemas do Reino Unido Proíbem Google Glass

google glass proibido em cinemas   O Google Glass ainda não foi lançado mundialmente de forma oficial, mas desde que foi disponibilizado nos EUA em 2013, de forma experimental, vem gerando polêmicas devido às repercussões do seu uso em ambientes públicos. Já proibido em alguns restaurantes americanos, os óculos agora vêm causando confusão no Reino Unido, onde está disponível para usuários desde a semana passada: salas de cinema inglesas prometem banir pessoas usando o acessório.

A decisão foi anunciada por Phil Clapp, diretor-executivo da Associação de Exibidores de Cinema britânica, e tem como base o receio de que os óculos sejam usados para alimentar a pirataria de filmes – de acordo com o órgão, 90% das cópias ilegais de filmes são produzidas em cinemas, a partir de filmagens da tela.

– Os clientes serão orientados a não usar os óculos nas salas de cinema, tenha o filme começado ou não – afirmou Clapp ao jornal britânico “The Independent”.

Vendido por mil libras no Reino Unido, os óculos da Google são capazes de filmar vídeos por 45 minutos antes que a sua bateria acabe. Apesar da limitação tornar o acessório pouco prático para aqueles que quiserem gravar um filme inteiro, o aparelho ainda pode ser utilizado para que pessoas combinem fontes diferentes de imagens de uma produção com o áudio de outras fontes, criando cópias piratas das produções.

Outros locais também cogitam seguir a iniciativa da Associação de Exibidores de Cinema. Ao “Independent”, o Really Useful Group, que gerencia seis teatros em Londres, disse que planeja “avaliar as implicações (do Google Glass), especialmente o impacto sobre os atores, equipes criativas e o público”.

Já o Departamento de Transporte pediu ao Google para que procure por meios legais de permitir que motoristas usem de forma legal o Glass no trânsito, possivelmente restringindo as informações que aparecem no visor dos óculos.

Leia mais em:

http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/google-glass-sera-banido-dos-cinemas-no-reino-unido-13082625

Read More

Posted by on jun 4, 2014 in Tecnologia | 0 comments

Holograma no Smartphone


holograma2 - Priscila e Maxwell Palheta_thumb[2] Os fabricantes estão investindo em telas com resoluções cada vez mais altas para diferenciar seus smartphones no mercado, mas no que apostar quando não nos impressionarmos mais com elas? Em hologramas, talvez: uma empresa da Califórnia está trabalhando em um projetor chamado Quantum Photonic Imager que poderá fazer nossos futuros celulares exibirem este tipo de imagem.

Apesar de ser impossível não lembrar dos filmes de ficção (especialmente Star Wars), tecnologias para hologramas já existem há algum tempo. A principal diferença aqui é que a Ostendo Technologies, empresa por trás do projeto, se focou em pequenas projeções, dispensando equipamentos volumosos e caros.

A companhia mostrou um protótipo ao The Wall Street Journal que ainda está bastante “cru”, mas já consegue demonstrar o que deve vir pela frente: o dispositivo, que mede apenas 0,5 cm e é composto por seis chips e uma diminuta placa de LED, foi capaz de exibir uma imagem verde cuja visualização se mostrou consistente (ou seja, não mudou de forma) em todos os ângulos testados.

O plano, no entanto, é ir bem mais longe. A Ostendo espera que a primeira geração de sua tecnologia seja capaz de projetar conteúdo de até 48 polegadas na diagonal. Um processador de imagens se encarregará de controlar cores, níveis de brilho, parâmetros de ângulos e outros aspectos relacionados.

A empresa explicou também que uma combinação de chips poderá ser usada para criar imagens ainda mais complexas e assegurou que as gerações seguintes poderão exibir imagens 3D com cerca de 5 mil ppi – a tecnologia em desenvolvimento atualmente projeta conteúdo bidimensional.

Leia mais em:

http://tecnoblog.net/157820/chip-holograma-smartphones/

Read More
Página 1 de 2712345...1020...Última »